top of page

Bafafá na CÂMARA DE LAURO DE FREITAS. vereador edvaldo é acusado de agredir assessor da vereadora débora; VEJA O VIDEO


Lauro de Freitas, 7 de fevereiro - Nas últimas horas, a cidade de Lauro de Freitas tem sido palco de um cenário caótico e de extrema tensão, com vídeos chocantes circulando pelas redes sociais, retratando uma verdadeira cena de pancadaria e agressões na Câmara de Vereadores.


Nos registros audiovisuais que se espalham pela internet, é possível testemunhar uma série de confrontos e atos de violência entre os representantes políticos locais. A vereadora Luciana é flagrada tentando agredir um assessor, enquanto o vereador Edivaldo Palhaço desfere um chute em meio ao caos que toma conta do recinto legislativo.


Outro vídeo perturbador mostra uma funcionária da Câmara desferindo vários murros em uma pessoa não identificada, evidenciando a atmosfera de descontrole que marcou a retomada das atividades legislativas em Lauro de Freitas.


A situação se agrava com gestos obscenos por parte do vereador Edivaldo Palhaço em direção à multidão, acompanhados por gritaria, xingamentos e até mesmo o vereador Almir se preparando para desferir um soco em alguém, conforme as imagens captadas.


Além disso, a vereadora Débora Régis relata ter sido vítima de agressão física, alegando ter tido seu cabelo puxado por uma mulher que posteriormente assumiu a autoria do ato. Tais eventos tumultuados marcaram de maneira negativa a volta das atividades na Câmara Municipal.


Em meio a essa atmosfera de violência e desordem, surgem acusações e contra-acusações entre os grupos políticos envolvidos. O grupo da prefeita alega ter sido agredido, porém não apresenta provas contundentes, ficando apenas nas palavras e nas redes sociais, onde houve tentativas de difamação e assassinato de reputação com imagens de pessoas que o grupo alega terem agredido a prefeita.


Por outro lado, os grupos da oposição afirmam que os agressores são todos ligados ao governo, e apresentam vídeos que comprovam as agressões, inclusive registradas por eles. Embora as imagens sejam claras, a situação apenas intensifica o clima de confronto político na cidade.


A situação se desdobra para além das redes sociais e se transforma em um caso de polícia, com vários Boletins de Ocorrência registrados na 23ª Delegacia Territorial do Centro. Débora Régis formalizou queixa contra pessoas ligadas ao governo de Moema Gramacho (PT).


Os vereadores da situação, Luciana Tavares, Almir e Edivaldo Palhaço, juntamente com a Prefeita Moema, também prestaram queixa contra pessoas da oposição, embora haja provas em vídeo de que os confrontos foram iniciados por pessoas ligadas ao governo do PT. Por sua vez, a mulher que protagonizou os ataques com murros também registrou uma queixa contra Débora, alegando ameaças.


Diante desse cenário de tumulto e desavenças políticas, a população de Lauro de Freitas aguarda por respostas e medidas que restabeleçam a ordem e a dignidade no âmbito da representação política local.

5 visualizações0 comentário

Comments

Rated 0 out of 5 stars.
No ratings yet

Add a rating
bottom of page