top of page

Empresário obriga mulher a se prostituir e é preso após série de abuso sexual


Uma mulher foi obrigada a se prostituir por quatro anos para um homem, que atua como empresário. Somente nesta quarta-feira (24), o indivíduo acabou detido na cidade de Camaçari, na Bahia. Isso porque a vítima acionou uma delegacia da Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG), em Belo Horizonte, no último dia 12 de janeiro. Na ocasião, ela denunciou que foi feita de escrava sexual.


Anteriormente, a mulher tinha se mudado para Camaçari em 2020, quando os crimes tiveram início. Ao fingir ser mulher, o suspeito conversou com a vítima pela rede social WhatsApp. Com a confiança dela garantida, ele sugeriu que ela fizesse fotos nuas, sem mostrar o rosto.


Sob posse das imagens, as quais prometeu que seriam transferidas para o exterior, ele começou as ameaças. As informações foram divulgadas durante uma coletiva de imprensa no dia seguinte à prisão. Com medo, a vítima se encontrou pessoalmente com o suspeito, que cometeu o estupro e filmou o crime.


Obrigação


Depois que as ameaças se intensificaram, o empresário do ramo de cosméticos do município baiano passou a obrigar a mulher a se prostituir. Segundo a delegada Larissa Mascotte, da Delegacia Especializada de Combate à Violência Sexual, todo o dinheiro não era passado para ela, e sim para a conta bancária dele.


Na última quarta, a polícia fez uma operação para prender o homem. Por fim, ele é investigado por aliciar 40 mulheres para prostituição.

1 visualização0 comentário

Comments

Rated 0 out of 5 stars.
No ratings yet

Add a rating
bottom of page