top of page

LISTA COM SUPOSTOS FANTASMAS ABALA GOVERNO AUGUSTO CASTRO


Centro Administrativo Firmino Alves foi abalado por escândalo de prováveis "funcionários fantasmas" (foto: reprodução)


Itabuna está vivendo uma grande agitação no meio político por conta da divulgação de uma lista com inúmeros nomes de funcionários contratados pelo governo municipal, que segundo observações pertinentes não frequentam seus locais de trabalho e tampouco exercem as funções para as quais foram nomeados. A lista contempla cerca de mil “funcionários” com observações paralelas de salários e respectivos nomes de seus padrinhos. Ou seja, os responsáveis pela indicação. Na lista a que toda a cidade teve pleno acesso e conhecimento através de redes sociais estão registros de pessoas que residem fora do Estado, de outros que moram no exterior e até de “defuntos” que continuam integrando a folha de pagamento da administração municipal.


VEREADORES E PRIMEIRA DAMA LIDERAM


A lista extensa privilegia pessoas apadrinhadas em sua maioria por vereadores, pela primeira dama, Andréa Castro e por outros nomes que ocupam cargos no alto escalão do governo.


Segundo observadores, esses contratos custam aos cofres públicos mensalmente R$ 1.745.087,57 acrescido com a soma dos salários (R$ 1.305.319,63) mais as horas extras e gratificações (R$ 439.767,94).


ESCLARECIMENTO


O governo municipal reagiu rapidamente através de uma Nota de Esclarecimento assinada por Moisés Figueiredo Carvalho, titular da Secretaria de Gestão e Inovação. Veja na íntegra, a Nota Oficial:


A Prefeitura Municipal de Itabuna, por meio da Secretaria de Gestão e Inovação, vem a público esclarecer acerca da divulgação de suposta lista de servidores municipais que teriam ingressado no funcionalismo público por indicação.


  1. A atual administração preza pela lisura e transparência de suas ações. As informações referentes a contratação para o quadro de pessoal da prefeitura, são publicadas no Portal da Transparência, portanto, de livre acesso a todos.

  2. Importante destacar, que o atual governo estabeleceu como regra a contratação de servidores por seleção pública. As secretarias de educação e assistência social realizaram processos seletivos para admissão de pessoal. Também nessa gestão, foi anunciado concurso com a oferta de 487 vagas para diversos cargos.

  3. Os processos seletivos, bem como a realização do concurso público, contam com ativa participação do Ministério Público do Estado da Bahia, em todas as suas fases.

  4. Por fim, cumpre informar à população Itabunense, que esse governo não compactua com ações que causem prejuízo a administração pública, e que eventual denúncia de ausência de servidor em seu posto de trabalho, será apurada e, caso comprovada, serão tomadas as medidas cabíveis.

Itabuna, 22 de agosto de 2023.

6 visualizações0 comentário

Comments

Rated 0 out of 5 stars.
No ratings yet

Add a rating
bottom of page