top of page

Motorista mordido na testa por passageira após não ligar ar-condicionado se pronuncia; confira


O motorista de aplicativo, identificado como Vinícius Ribeiro, se pronunciou na noite desta quarta-feira (17), após ter sido agredido por uma passageira no bairro de Jardim Armação, em Salvador. A situação teria acontecido após ele se recusar a ligar o ar-condicionado do veículo.


As falas do rapaz ocorreram durante entrevista para o programa Cidade Alerta, da RecordTV. De acordo com Vinícius, desde o início da corrida, a mulher já apresentava sinais de estar alterada com alguma coisa. Como o pedido não havia sido feito na modalidade 'confort', ele decidiu não ligar o ar-condicionado.


"A corrida foi iniciada no bairro de Armação e a passageira que havia solicitado pediu para eu parar na frente de um prédio. A outra passageira, que me agrediu, já desceu batendo a porta do carro com força e entrando. Durante o percurso, ela pediu para eu ligar o ar-condicionado e não liguei porque não era a corrida 'confort'. Por conta disso, ela não queria ficar mais dentro do carro, só que ela falava com grosseria comigo", explicou.


Ele contou ainda que houve uma discussão entre a mulher que estava alterada e amiga, que havia pedido a corrido. Inicialmente, a passageira queria parar o carro, enquanto a solicitante pedia para prosseguir. Depois, ela ainda se recusou que a amiga pagasse a corrida.Por conta de toda a situação, a agressora teria começado proferir ofensas e xingamentos ao motorista, que decidiu começar a filmar para se defender.


"Ela falou para eu desligar o celular e não desliguei. Nesse momento, ela veio me agredir e mordeu meu dedo. Foram duas mordidas. Depois ela ainda mordeu minha testa. Quando ela saiu de cima de mim e conseguiu pegar meu celular, percebi que minha testa estava sangrando. Depois, ela pegou meu celular e começou a bater com uma pedra, destruiu ele todo".


Por fim, Vinícius relatou ainda que não tem conseguido dormir direito desde o ocorrido. Além disso, como está sem aparelho celular, ele também não tem conseguido exercer a sua profissão e está sem trabalhar.

5 visualizações0 comentário

Kommentare

Mit 0 von 5 Sternen bewertet.
Noch keine Ratings

Rating hinzufügen
bottom of page