top of page

PM expõe revolta após suspeito de atropelar policiais ser liberado em audiência de custódia


A Polícia Militar não escondeu sua revolta após o homem suspeito de atropelar policiais militares na Avenida Joana Angélica, em Salvador, ser liberado provisoriamente após audiência de custódia. O atropelamento aconteceu na manhã de segunda-feira (6).


O jovem de 21 anos foi identificado como Mário Oliveira Gomes, apontado ainda como suspeito de tráfico de drogas, já que foi flagrado com entorpecentes no momento em que foi preso, no bairro da Barra. Ele foi capturado horas depois de "jogar" um carro contra policiais que estavam a bordo de motocicletas.


A Justiça concedeu a liberdade provisória, determinando que ele compareça a todos os atos processuais e mantenha endereço atualizado.


Por meio de nota divulgada na tarde desta quarta-feira (8), a Polícia Militar da Bahia lamentou a liberdade provisória dada ao rapaz, declarando ter se tratado de um caso de "danos ao patrimônio público e privado"


"Tratando-se de uma reincidência, a instituição ansiava que o ato criminoso fosse responsabilizado. A PMBA refuta a impunidade e ressalta a importância da penalização como resultado de um esforço diário da tropa pelo cumprimento da lei em prol da sociedade", declarou a corporação.


No momento da prisão, ocorrida na Rua Presidente Kennedy, na Barra, Mário foi flagrado com 400 pedras de crack, 98 pinos de cocaína, três celulares e dinheiro em espécie.


O homem, segundo a PM, já havia atentado contra a vida de policiais militares em março do ano passado, quando atirou contra PMs durante a fuga de uma abordagem.


"A Polícia Militar da Bahia lamenta veementemente a concessão de liberdade provisória ao homem que atentou, se utilizando de um veículo, contra a vida de três policiais militares e causou danos ao patrimônio público e privado, na Avenida Joana Angélica, na manhã de segunda-feira (6). Tratando-se de uma reincidência, a instituição ansiava que o ato criminoso fosse responsabilizado.


A PMBA refuta a impunidade e ressalta a importância da penalização como resultado de um esforço diário da tropa pelo cumprimento da lei em prol da sociedade.


O condutor do veículo foi preso por uma guarnição do Batalhão de Prevenção a Furtos e Roubos de Veículos (BPFRV)/Apolo, por volta das 19h de segunda-feira (6), na Rua Presidente Kennedy, na Barra.


Com ele foram encontradas 400 pedras de crack, 98 pinos de cocaína, três celulares e dinheiro em espécie. O indivíduo já havia atentado contra a vida de policiais militares em março do ano passado, quando atirou contra pms durante a fuga de uma abordagem."

0 visualização0 comentário

Comments

Rated 0 out of 5 stars.
No ratings yet

Add a rating
bottom of page