top of page

Saiba quem é o homem que foi morto após ser espancado no Corredor da Vitória


A família de Willys Santos da Conceição, de 27 anos, morto no último sábado (23) após ter sido espancado por quatro homens no Corredor da Vitória, em Salvador, nega que ele vivia em situação de rua.


De acordo com um irmão, a vítima morava em Fazenda Coutos, trabalhava como guardador de carros na Barra e era pai de um garoto de três anos, que mora com a mãe na cidade de Barreiras, no oeste baiano.


Florisvaldo disse em entrevista à Record Bahia que acredita que o irmão teria pedido um cigarro ao grupo e não tentado roubar uma corrente de ouro de um dos suspeitos, como disse o advogado de três deles.


“No sábado, ele saiu de casa para trabalhar cuidando de carros na Barra. No domingo, eu tive uma sensação estranha e fui até lá, onde encontrei os meninos que trabalhavam com eles. Me disseram que ele terminou o serviço e que cada um seguiu para casa. Eu cheguei a receber o vídeo dele no chão, mas não imaginei que era meu irmão”, comentou o irmão de Willys Santos.


“O rosto dele estava deformado, não acredito que ele teve apenas os braços e as mãos imobilizados, como disse o advogado deles. Eu quero justiça, bateram muito em meu irmão, eles eram bem mais fortes”, completou Florisvaldo.


O advogado de três dos suspeitos, dois deles músicos, afirmam que eles reagiram a um assalto, mas que imobilizaram a vítima até a chegada de uma guarnição da Polícia Militar.

O quarto preso é um morador do Corredor da Vitória que estava passando pelo local e ajudado o trio a “conter” Willys. Os quatro tiveram suas prisões preventivas decretadas após audiência de custódia.

4 visualizações0 comentário

Comments

Rated 0 out of 5 stars.
No ratings yet

Add a rating
bottom of page