top of page

Troca de mensagens entre jogador do Corinthians e jovem morta são reveladas; veja


O Fantástico, programa da TV Globo, revelou no domingo (4) algumas mensagens que foram trocadas entre Dimas, meia do sub-20 do Corinthians, e Livia Gabriele da Silva Matos, de 19 anos. A jovem morreu após os dois terem relações sexuais na última terça (30).

Antes de Lívia chegar ao apartamento do atleta, os dois conversaram pelo WhatsApp. O jogador chegou a dizer que não faria sexo sem camisinha com a estudante. Ela concordou e também afirmou que não teria relações sem proteção.


"Pronto. Estou pronta, quer que eu vá agora ou daqui a pouco?", perguntou Livia Gabriele em uma das mensagens. "Daqui a pouco", pediu o jogador. "Estou chegando, amor", escreveu ela, às 18h06 do dia 30.


Dimas afirmou em depoimento à polícia não ter feito uso nem de drogas nem de álcool durante o encontro com a estudante. Segundo ele, após a primeira relação sexual, eles descansaram, conversaram um pouco e, depois, fizeram sexo mais uma vez, momento em que ela deixou de responder por ter desmaiado.


Ainda segundo o Fantástico, Dimas revelou ter sido orientado pelo atendente do SAMU a colocar a jovem de barriga para cima para conseguir massagear o peito dela. No momento em que tentava ajudar Livia Gabriele, percebeu que ela apresentava sangramento nas partes íntimas.


Tiago Lenoir, advogado do atleta, afirmou que o jogador não tem a intenção de se esquivar das investigações e reforçou que ele não é culpado pela morte da jovem.


"Ele ficou em uma chamada com o SAMU por mais de 20 minutos. Quando o SAMU chegou, ele continuou prestando auxílio. A polícia compareceu ao local dos fatos e não identificou nenhum indicio de crime. Ele não é acusado de nenhum crime e não praticou nenhum crime. Ele não utilizou nenhum objeto durante a relação sexual. As relações foram com consentimento dela e com uso de preservativo. No início da relação, ele não percebeu que havia sangue", disse.


Advogado da família de Livia, Alfredo Porcer rebateu à defesa de Dimas, sugerindo que o rapaz não diz a verdade. "O que ele narrou não é verossímil. Ninguém morre de repente, tem sangramento, dor para caramba", afirmou.


CAUSA DA MORTE


O Fantástico também afirmou que teve acesso ao atestado de óbito de Livia Gabriele, que foi registrada como "ruptura de fundo de saco de Douglas com extensão à parede vaginal esquerda".


"O fundo de saco de Douglas é uma membrana, uma parede no fundo da vagina. Não é incomum acontecer isso, é mais comum do que pensamos. Na minha opinião, houve uma penetração traumática", explicou Albertina Duarte, médica ginecologista.

3 visualizações0 comentário

Comments

Rated 0 out of 5 stars.
No ratings yet

Add a rating
bottom of page